Tag: talentos

O Brasil é repleto de jovens talentosos à espera de um empurrãozinho para chegar lá! E um exemplo dessa afirmação é a história de duas jovens gaúchas, Letícia Camargo Padilha, de Novo Hamburgo, e Samantha Karpe, de Ivoti, ambas cidades do Rio Grande do Sul.

Em 2012, quando cursavam o ensino médio e o curso técnico de mecânica, as amigas, na época com 18 e 17 anos, tiveram de criar um projeto científico como trabalho escolar da Fundação Liberato, uma tradicional e conceituada escola de Novo Hamburgo, famosa pelo incentivo que oferece aos alunos no desenvolvimento de projetos de pesquisa e inovação.

E foi desse trabalho escolar que as jovens criaram um produto extremamente inovador e sustentável, o Poliway.

“Com muito esforço, ouvindo muitos ‘nãos’, caminhando sob  sol e  chuva, visitando inúmeras empresas e laboratórios, dias e noites sem dormir, e muita pesquisa,  obtivemos resultados satisfatórios e tiramos uma ideia mirabolante da nossa cabeça para a realidade”, conta Letícia.

A tal “ideia mirabolante”, como define a “inventora”, é um novo estilo de pavimento, que utiliza em sua composição um tipo de plástico reciclado que hoje, muitas vezes, é descartado indevidamente na natureza. “O Poliway é cerca de cinco vezes mais resistentes que os pavimentos convencionais. Enquanto um asfalto normal se rompe, ao suportar mil quilos, o PoliWayaguenta cerca de cinco mil e se deforma três vezes menos. Além disso, nosso produto é, aproximadamente,  15% mais barato que o pavimento convencional e, em relação a material,  cerca de 50%. Tudo isso com a vantagem de preservar o meio ambiente, trazer mais segurança, evitando acidentes e salvando vidas”, explica.

Nos anos que se seguiram à invenção, as amigas foram colecionando prêmios e participações de destaque em diversas amostras e feiras pelo Brasil e também no mundo.

“Participamos da Mostratec, um evento realizado pela própria Fundação Liberato, quando recebemos três prêmios. Um deles foi uma credencial para participar de uma feira na Turquia. Em 2013, participamos da Feicit, da Mostratec e da DOESEF. Em 2014, fomos surpreendidas com o convite para participar de uma eliminatória para o quadro ‘Jovens inventores do Caldeirão do Huck’, na Rede Globo. Fomos selecionadas e ganhamos R$ 30 mil. Também em 2014, ganhamos o Prêmio Jovem Brasileiro na área Meio Ambiente, e o Prêmio Brasil Criativo, na área Arquitetura. Em 2015, fomos finalistas do BraskemLabs, um projeto de fomento a startups que utilizam o plástico para mudar a vida das pessoas”, enumera orgulhosa a agora estudante de Engenharia Civil, fazendo questão de acrescentar uma nova conquista: “E agora, no meio do ano, vamos carregar a Tocha Olímpica das Olimpíadas do Rio de Janeiro”.

 

Em busca de apoio

Apesar de todos os prêmios, as meninas ainda não tiveram os recursos necessários para continuar as pesquisas e transformar o Poliway em um produto comercial.

Hoje Letícia cursa Engenharia Civil, e Samantha, Engenharia Mecânica, e trabalham na área de engenharia, mas não com o produto que inventaram. Como precisam de dinheiro para sobreviver, não conseguem se dedicar mais ao projeto, porém não abrem mão do sonho de viabilizar o produto. “Nosso grande sonho, é poder trabalhar com o nosso projeto, com a nossa ideia. Temos o estudo, o conhecimento e os resultados, mas falta o apoio para tornar tudo real”, comenta Letícia.

À espera de empresas ou investidores que acreditem no projeto, as meninas gaúchas creem  que o futuro reserva grandes planos para elas.  “Ainda acreditamos em fazer um caminho melhor para os nossos filhos e amigos.  Sonhamos com estradas seguras, sem buracos, caminhos ecológicos, com a natureza conservada e limpa. Há muito plástico por aí esperando para virar asfalto”, finaliza.

E, se alguém podia desconfiar de duas meninas de 17 e 18 anos que criaram  um produto dessa complexidade, em uma feira de ciências do interior do Rio Grande do Sul, quem se atreverá agora a não acreditar no plano de Letícia e Samantha?

O Brasil torce por vocês!

 

Saiba mais sobre o trabalho de Letícia e Samantha:

Facebook Poliway

Participação no Programa Caldeirão do Huck

Vídeo sobre o Poliway

Fonte: renataspallicci Blog

ae