Reflorestamento Cedro Australiano

Reflorestamento com Cedro Australiano

(Texto obtido no site www.belavistaflorestal.com.br)

Informações sobre a cultura:

Os principais fatores a serem levados em conta no cultivo do Cedro Australiano são fertilidade do solo e regime pluviométrico. A qualidade das mudas de Cedro Australiano também é muito importante.

Cedro Australiano se desenvolve melhor em solos aluviais, próximos de rios e ao pé de encostas, com boa drenagem, profundos e eutróficos. São popularmente conhecidos como “terra de cultura”. Tanto mudas de Cedro Australiano como plantas adultas não suportam solos com impedimento físico, como cascalho, nem mal drenados, o que acarreta morte por encharcamento das raízes.

As mudas de Cedro Australiano apresentam bom crescimento em regiões com regime pluviométrico acima de 1.400 mm/ano, com 2 a 6 meses de estiagem, assim como as plantas adultas.

Tem ocorrência natural em regiões de 50 a 1.500 m de altitude e tolera geadas leves de curta duração. Altitude e temperatura não são, portanto, os principais fatores limitantes.

Indicamos o plantio das mudas de Cedro Australiano clonado no espaçamento 3,5 x 3,5 m. Assim tem-se 816 plantas por hectare. São necessários desbastes. O primeiro, logo aos 2 anos, quando são removidas de forma seletiva 200 plantas. O segundo aos 8 anos, quando são removidas de forma sistemática 300 plantas, as 300 restantes são poupadas para o corte raso a partir dos 15 anos

A madeira do segundo desbaste pode ser aproveitada para usos diferenciados como fabricação de móveis. As árvores remanescentes, mais espaçadas, apresentarão ganho em diâmetro.

A forma de preparo do solo, plantio das mudas de Cedro Australiano, adubações, combate às principais pragas, manejo e condução da floresta estão detalhadamente explicadas e ilustradas em uma apostila preparada pela Bela Vista Florestal, que faz parte de nosso “Pacote Tecnológico”. O material está disponível no site da Bela Vista Florestal, e é atualizado anualmente.

Cedro Australiano Clonado

Mudas de Cedro Australiano

Com o nosso exclusivo trabalho de melhoramento genético e clonagem, iniciado no ano de 2006, a Bela Vista Florestal tem hoje produção anual de cerca de 1.000.000 mudas de cedro australiano clonado (Toona ciliata var. australis), a Bela Vista Florestal é a maior produtora de mudas do país.

Todos os anos, a partir do mês de outubro, as mudas de cedro australiano clonado começam a ser entregues, com a garantia de alto padrão de qualidade; sistema radicular vigoroso, diâmetro do coleto, altura e número de pares de folhas são os requisitos para a seleção de mudas de cedro australiano.

O Cedro Australiano

O Cedro Australiano (Toona ciliata var. australis) é uma espécie exótica, proveniente de várias regiões da Austrália. Apresenta bom crescimento em regiões de 500 a 1.500 m de altitude e com regime pluviométrico acima de 1.400 mm/ano, com 2 a 6 meses de estiagem. Tolera geadas leves de curta duração. As plantas não suportam solos com impedimento físico nem mal drenados, que acarretam morte por encharcamento das raízes.

No Brasil o Cedro Australiano encontrou condições favoráveis ao seu desenvolvimento em diversas regiões. O desenvolvimento do Cedro Australiano na região de Campo Belo – MG (Campo Belo, Cristais, Cana Verde, Sto. Antônio do Amparo) tem sido excepcional, sendo que as plantas alcançaram 4,0 m aos 12 meses de idade. Em Venda Nova do Imigrante – ES, foram observadas áreas de plantio de 2 anos e 8 meses com árvores de porte médio de 6 m e plantios com 6 anos de idade e porte de 10 metros de altura.
Recomendamos o corte do Cedro é a partir dos 15 anos, podendo ser antecipada ou adiada, dependendo das condições específicas do povoamento ou da necessidade do produtor.

Sua madeira é muito semelhante à do cedro brasileiro (Cedrela fissilis), nativo do Brasil, indicada para a fabricação de móveis finos e acabamentos em construção civil.

Tirei preço.
O crescimento rápido da planta permite o consórcio com outras atividades: agrícola, já no primeiro ano, ou pecuária, a partir do segundo ano, o que reduz os custos com a manutenção da floresta e gera renda antecipada. Para a implantação de consórcios, ou sistemas agroflorestais (SAFs), é recomendado o espaçamento mais largo, que permite a mecanização e aumenta a insolação na área.

Nunca foram observados ataques da broca da gema apical (Hypsipyla grandella) no Brasil desde que o cedro australiano foi introduzido. Por esta razão a Toona é considerada resistente a esta praga que causa grandes danos ao cedro e mogno brasileiros.

O Cultivo

Informações sobre a cultura:

Os principais fatores a serem levados em conta no cultivo do cedro australiano são fertilidade do solo e regime pluviométrico. A qualidade das mudas de cedro australiano também é muito importante.
O cedro australiano se desenvolve melhor em solos aluviais, próximos de rios e ao pé de encostas, com boa drenagem, profundos e eutróficos. São popularmente conhecidos como “terra de cultura”. Ocedro australiano não suporta solos mal drenados, o que acarreta morte por encharcamento das raízes.

As mudas clonais de cedro australiano apresentam bom crescimento em regiões com regime pluviométrico acima de 1.400 mm/ano, com 2 a 6 meses de estiagem, assim como as plantas adultas.

Tem ocorrência natural em regiões de 50 a 1.500 m de altitude e tolera geadas leves de curta duração. Altitude e temperatura não são, portanto, os principais fatores limitantes.

Recomendamos o plantio das mudas clonais de Cedro Australiano no espaçamento de 3,5 x 3,5 m, com 816 plantas por hectare. É feito um desbaste seletivo aos 2 anos, quando são retiradas cerca de 200 árvores por hectare. Nesse momento são abatidas plantas prejudicadas por fatores externos, como ventos fortes ou ataques severos de formigas, são selecionadas 600 plantas perfeitas que irão remanescer na área. O segundo desbaste é feito por volta do 8º ano, quando são retiradas 300 árvores, ou 50% do stand. Nessa fase as plantas já têm diâmetro em torno de 30 cm e podem ser aproveitadas para serraria. O corte raso é feito a partir do 15º ano, sendo que as plantas terão diâmetro acima de 35 cm.

Obs.: Para plantios de mudas produzidas por sementes, ainda recomendamos o espaçamento de 3 x 2 m, com 1667 plantas por hectare.

Dúvidas Comuns

Quais são as principais pragas do cedro australiano?

No plantio, o maior cuidado deve ser tomado com formigas cortadeiras (saúvas e quenquéns) e grilos. Durante a estação seca e fria, ocorrem ataques de cochonilha, pisilídeo branco e do fungo filácora. Os novos materiais da Bela Vista são resistentes a estes últimos.
Foram observados em pontos isolados de MG, ataques de cigarra do cafeeiro e ácaros.

Como proceder na hora do corte da floresta, é preciso registrar o plantio?

O cedro australiano é uma planta exótica (não é nativa do Brasil), por isso, o procedimento de corte é idêntico ao de uma floresta de eucaliptos ou pinus. Ao adquirir as mudas, o cliente recebe uma nota fiscal com o nome científico da espécie (Toona ciliata), e com isso confirma a origem das plantas. Em Minas Gerais não é necessário registrar o plantio.

É interessante consorciar o cedro com outras culturas?

Sim. O cedro tem a copa bem menor que a do eucalipto, por isso permite insolação no terreno ao longo de toda a condução da floresta. O consórcio com pastagem (silvipastoril) é possível na floresta com espaçamento convencional de 3 x 2 m, a partir do segundo ano da cultura. Para consórcios agrícolas (café, grãos) deve-se utilizar espaçamento mais largo (6 x 2 m).

É necessária a irrigação da cultura?

Em regiões com mais de 1.400 mm de chuva por ano, não é necessário irrigar um plantio de cedro mas estudos indicam que a produtividade pode até duplicar, o que torna a irrigação uma opção economicamente viável.

Compartilhar:

Related ProjectsYou might also be interested in these

Reflorestamento Cedro Australiano

Reflorestamento com Cedro Australiano (Texto obtido no site www.belavistaflorestal.com.br)

Reflorestamento Eucalipto clonado

Atualmente com a ajuda da genética, as mudas têm sido beneficiadas para seu melhoramento de

Reflorestamento Eucalipto seminal

Falar em plantio de eucalipto hoje é um fato que não abrange apenas uma forma de rentabilidade do

Reflorestamento Mogno africano

A Mudas Nobres tem o prazer de indicar a seus clientes uma das madeiras mais nobres e rentáveis do

Reflorestamento Acacia mangium

As mudas de acacia mangium são leguminosas que vem despertando a atenção de técnicos e

Cerca Viva Sansão do campo

Nome Científico: Mimosa caesalpiniifolia (Leguminosae Mimosoideae)Características: Planta

Reflorestamento Eucalipto citriodora

O Eucalipto – Eucalyptus citriodora – desenvolve-se bem em solos pobres, podendo